terça-feira, 21 de junho de 2011

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Entrevista com Manuel Morgado

Olá Manuel Morgado ,
Podes apresentar-te para as raras pessoas que não te conhecem:
Olá, eu sou um ilustrador que trabalha para a imprensa, editoras, agências de  publicidade, etc. Tento dar sempre o meu melhor e ultrapassar as varias dificuldades que esta profissão tem. Posso dizer que sou também um artista em constante aprendizagem.

Qual é a tua relação com à Torre:
A minha familia é toda do Sabugal, mais precisamente, da parte do meu pai, do Sabugal e a minha mãe é da Torre !

Quais são as tuas recordações da Torre :
Tenho algumas, uma boas e outras menos boas como toda a gente. Desde sempre me lembro da Torre, desde miudo que vinha passar férias e ficava na Torre, quer alguns passeios que dava regulamente pela Torre, pelos trilhos e campos envolventes, anos mais tarde quer a pé, quer de bicicleta, ou mesmo as visitas regulares às festas da Torre que eram passagem obrigatória mas com vontade, praticamente todos os anos.

És neto da Tia Adorinda. Todos temos lembranças com « o pub », tu deves ter uma mala de lembranças… Tens alguma engraçada ?:
Por acaso, raramente ia ao pub, se me falas do café, ai sim, tenho algumas lembranças, engraçadas, não me lembro de nenhuma em especial... Gostava muito de ir ao café e gostava especialmente de ajudar a servir os clientes. Foi ai que aprendi a tirar cafés, e também a melhor maneira de servir um copo de vinho que tinha de estar sempre bem cheio, para não ouvir as reclamações dos senhores que passavam por lá sempre á mesma hora.

Foste à escola na Torre? Qual é o teu percurso antes de ir para o Porto:
Eu não andei na escola na Torre, alias, eu nunca vivi na Torre, somente ia visitar a familia e passar férias, nos tempos da primária, vivia em Lisboa, depois vim para o Sabugal, depois Coimbra e agora Vila do Conde.

Todos nós admiramos o teu trabalho e o teu grande talento, como nasceu essa paixão ?
É uma coisa que já nasceu comigo. Resta é estar em constante aprendizagem e desenvolver o que venho aprendendo, para me auto-realizar e conseguir agradar às pessoas pois é para elas que faço o meu trabalho.

Quais são os teus projectos para o futuro:
Continuar a fazer o que faço e aprender, aprender muito !

Tens alguma coisa a dizer ao pessoal da Torre:
Tenho gostado muito de ver a dinâmica da Torre nos últimos tempos. Fico muito contente de que a Torre tenha passado de uma aldeia que praticamente ninguem se lembrava para uma Torre com muitas iniciativas, convivio, alegria, vida… Enche-me de orgulho ler a comunicação social sabugalense e ver sempre algo novo que se passa na Torre que tem sido cada vez mais recorrente. Por isso o que tenho a dizer, é que continuem que a Torre a as pessoas da Torre merecem.

Boa continuação  e muito obrigado !
Obrigado eu e vemo-nos na Festa em Agosto !
video
                                                                                                                                                              A.E

quarta-feira, 1 de junho de 2011

ACRT organizou Caminhada da Primavera

















































A Associação Cultural e Recreativa da Torre (ACRT) realizou no passado dia 29 de Maio a “Caminhada da Primavera” daquela Aldeia. Cerca de 40 caminhantes inscritos participaram no evento, caminhando até à Barragem do Sabugal e regresso à Torre.



Pouco passava das 9h30 quando a organização deu a partida para a “Caminhada da Primavera” da Torre, que a ACRT organizou, sem que nada fosse descurado.

Mais de trinta caminhantes fizeram-se ao caminho em direcção à “Quinta dos Saloios” onde umas bebidas, bolos e fruta, foram distribuídos aos participantes, servindo de reforço para fazerem o resto do percurso até à Aldeia.

O dia primaveril estava propício ao exercício físico e as belíssimas paisagens que todos puderam desfrutar, tais como a Barragem do Sabugal, agora cheia de água, as giestas floridas, bem como outras árvores de fruto, deram ânimo aos participantes para regressarem a tempo da hora do almoço.

A sede da Associação foi o reencontro de todos, a que se juntaram outros mais que, não participando na caminhada, não quiseram faltar ao convívio da Aldeia.

A Direcção da Associação agradece a todos os que ali se juntaram, quer tenham participado na caminhada quer a todos os outros que se lhes associaram depois.